Como acabar com carrapatos em cachorro?

Como acabar com carrapatos em cachorro?

Muitas pessoas infelizmente ainda associam essa praga a uma coisa menor, mas a verdade é que descobrir como acabar com carrapatos em cachorro pode ser uma experiência triste se a prevenção não for feita.

O carrapato pode ser hospedeiro de patógenos que causam doenças caninas graves pelo fato de ser um hemoparasita – se alimentar do sangue da vítima e com isso inocular o animal com o agente transmissor.

Este processo leva ao cão alguns males que criam uma piora considerável na qualidade de vida do animal, de forma progressiva e muitas vezes fatal.

Prevenir e exterminar focos de carrapatos é uma questão de saúde animal que deve ser tratada sempre com urgência e que está nas mãos de cada pessoa, sendo tutora animal ou não.

Vamos falar sobre a prevenção e como acabar com carrapatos em cachorro para devolver a alegria e a felicidade ao seu amigo peludo!

Como ocorre a infestação de carrapatos em cachorros?

A infestação de carrapatos no cão ocorre de uma forma semelhante ao que acontece com as pulgas caninas.

  • A fêmea adulta coloca seus ovos sob o pelo do cão;
  • Eles cairão no ambiente, os ovos eclodirão para a saída das larvas;
  • As larvas de carrapatos se desenvolverão no ambiente;
  • Quando desenvolvidas, subirão em arbustos e na grama para chegar a um hospedeiro.

Portanto, cuidar do local onde o cão mora e os ambientes por onde ele passeia são as primeiras e mais importantes medidas para prevenir ataques de carrapatos. Vamos falar de outras a seguir.

Quais doenças são transmitidas pelo carrapato ao cachorro?

A doença do carrapato, causada pelo carrapato marrom, se desdobra em duas doenças igualmente graves. É importante ressaltar que ambas, se não forem tratadas no tempo certo, podem ser fatais para o seu cãozinho!

Erliquiose

A erliquiose é uma infecção bacteriana muito grave, onde a bactéria faz o organismo destruir as próprias células de defesa (os glóbulos brancos), as plaquetas, que são responsáveis pela coagulação sanguínea e impede a produção de hemácias, as células sanguíneas.

A doença possui três fases:

  • Subclínica: assintomática e pode durar anos após a picada do carrapato;
  • Aguda: os sintomas são comuns febre, falta de apetite, apatia e perda de peso;
  • Crônica: com os sintomas da forma aguda, porém mais intensos.

Babesiose

A babesiose é causada por protozoário e se diferencia pelo ataque bacteriano: ele destrói os glóbulos vermelhos, que fazem o oxigênio circular no sangue e apresenta diversos sintomas graves em duas fases possíveis.

  • Aguda: os sintomas são os mesmo da erliquiose;
  • Crônica: os sintomas são muito graves – mucosas amareladas (gengivas, olhos), anemia, insuficiência renal aguda, pouca urina e escura, desorientação e tonturas.

Os últimos sintomas são sinais de intoxicação, pois o organismo não está liberando as toxinas na urina. A doença pode se desenvolver na forma aguda e chegar à babesiose crônica, quando o tratamento terá de ser feito pelo resto da vida.

Quer proteger o seu cãozinho do ataque de pulgas? Veja no nosso as melhores sugestões de remédio antipulga para cachorro.

Seu cão está com doença do carrapato. E agora?

Os primeiros sinais são muito evidentes em um cão, tão acostumado à atividade. Portanto, ao notar um comportamento estranho – principalmente se ele se mostra prostrado, sem disposição – leve imediatamente ao veterinário.

Algumas vezes, os sintomas podem ser de outros males menos críticos e para ter certeza, ele fará exames laboratoriais para definir o tipo de microrganismo que atacou e em que fase está a doença para definir o tratamento.

O tratamento envolve antibióticos e, em casos graves, transfusão de sangue. Mas não esqueça: parte do tratamento está no controle ambiental rigoroso para que os carrapatos não continuem atacando o animal.

Como acabar com carrapatos em cachorros?

Como podemos imaginar na forma como os carrapatos se reproduzem, a política de prevenção passa pelas medidas de higiene, tanto no ambiente quanto nos animais.

Controle ambiental externo

Cães precisam se movimentar e se exercitar e, para isso, terão contato com as ruas, os parques, praças e espaços com terra. Por isso, é fundamental manter essas áreas sempre limpas:

  • Apare ao máximo a grama e vegetações;
  • Limpe córregos ou isole dos animais;
  • Cubra a coleta regular de lixo no entorno onde os cães circulam;
  • Evite que ele tenha contato com terra e areia, onde é mais difícil a limpeza;
  • Envolva sempre os órgão de limpeza e saneamento.

Esses cuidados são redobrados se surgirem casos de doenças de carrapatos em cães. A comunidade deve se reunir para buscar uma solução!

Controle ambiental interno

Os espaços em casa também devem ser inspecionados e higienizados constantemente, até por uma questão de bem-estar ao animal, que mantém suas patas em contato com sujeiras o tempo todo.

  • Limpe com rigor quintais, varandas, despensas, especialmente em casas, pois uma invasão de carrapatos pode vir da rua ou de outro imóvel – alerte o dono se isso ocorrer!
  • Lave frequentemente os objetos do cão e roupas usadas por ele – mantas, panos;
  • Criar uma rotina rígida de banhos e tosa;
  • Inspecione o cão sempre antes de entrar em casa;
  • Tenha atenção com animais de terceiros que frequentam sua casa e alerte o tutor se notar algo;
  • Observe o pelo do cachorro diariamente;
  • Siga uma alimentação saudável do cão para que o sistema imunológico dele sempre responda da melhor forma a uma doença de carrapato.

Coleiras antipulgas para cachorro

Produtos contra carrapatos são eficazes para o seu cão!

Uma alternativa com ótimos resultados são os produtos de saúde animal criados especificamente para prevenir e combater infestações de carrapatos em cachorros.

Um deles é o Advantage Max3® Cães.

É um produto líquido, colocado na pele do animal e que extermina o carrapato pelo contato, antes que ela possa começar a picar e trazer danos ao cão. A aplicação pode ser feita em cães a partir de 7 semanas de vida, é simples e dura 4 semanas.

Outro tipo de medicamento para carrapato em cães com bastante sucesso são as coleiras Seresto® e Kiltix® Elanco™.

Elas são conhecidas como coleiras antipulgas mas combatem carrapatos com a mesma eficiência, em tamanhos diferentes para se adaptar ao corpo do cão e atuam de 6 a 8 meses, conforme o modelo.

Como você pode perceber, é fundamental acompanhar a saúde do cachorro para evitar que ele sofra com ataque de carrapato com consequências graves.

A higiene absoluta dos ambientes de convívio do animal, os cuidados nos passeios e o uso de remédios de combate a carrapatos podem manter o seu amigo longe dessa praga!

A SALVAC é uma distribuidora autorizada dos melhores remédios para cães, representando a Elanco™, uma das maiores empresas de medicamentos para animais do mundo.

Venha conhecer nossa linha de produtos.

Compartilhe

Posts Relacionados

Encontre um Petshop

Encontre um Petshop Perto de você!